Diretório de Aracati manifesta apoio a presidenta Dilma e solidário com a direção estadual e nacional do seu partido

Há 35 anos atrás nascia no ABC paulista o Partido dos Trabalhadores, como resultado da  difícil luta do povo brasileiro contra a ditadura militar e pela redemocratização do país, o que incorporava o somatório das lutas das classes trabalhadoras das cidades e dos campos, o apoio das classes médias, dos intelectuais, da igreja progressista, e de toda a geração de brasileiros que na clandestinidade política, no exílio ou no próprio país, enfrentara a dura luta de 21anos contra o arbítrio. Superando dificuldades inimagináveis de quem se opõe a um sistema social, econômico e político de corte conservador e escravocata, o Partido dos trabalhadores conseguiu, ao longo do tempo, fazer-se referência nas mais expressivas lutas populares do período, ao mesmo tempo em que se firmava como exemplo de ética na política e de fidelidade aos sagrados compromissos com a cidadania, razão dos sucessivos êxitos eleitorais que culminaram com a assunção do então líder sindical Luiz Inácio Lula da Silva e da militante Dilma Vana Roussef à presidência na república.

No governo, o Partido dos Trabalhadores tem executado seus programas e projetos com a mais absoluta fidelidade aos compromissos ideológicos e programáticos assumidos para com a nação brasileira, daí resultando um desenvolvimento econômico voltado prioritariamente para a elevação do nível de vida dos trabalhadores e das camadas mais sofridas de nossa população, algo até então nunca ocorrido na história do nosso país, assim tem sido em todos os setores da vida nacional, com a implantação do maior programa de obras de infra-estrutura da história do país (realizado com recursos próprios e sem endividamento externo), envolvendo a construção das maiores usinas hidrelétricas do mundo, de portos, aeroportos, estradas, ferrovias, transposição do Rio São Francisco, estaleiros, construção naval de cabotagem, exploração de petróleo (incluindo a descoberta e exploração do pré-sal), usinas termo-elétricas e linhas de transmissão, etc, além de investimentos inéditos em saúde, educação, habitação, segurança nacional (forças amadas e polícia federal) e da realização de programas de largo alcance social, como o Luz Para Todos, o Minha Casa Minha Vida, o PROUNI, o FIES, o Ciência Sem Fronteiras, o Mais Médicos, os programas de micro-crédito e de apoio às secas e outras calamidades, e de um sem número de outros programas de interesse da população.

 

Tudo isso, aliado à recuperação do poder de compra do Salário Mínimo, à criação de mais de uma dezena de universidades e de centenas de novos cursos superiores em universidades já existentes, ao pagamento da dívida externa e ao crescimento da importância do Brasil no cenário internacional, especialmente após seu decisivo protagonismo na criação do BRICS e do G20, e de sua importância decisiva no fortalecimento do MERCOSUL, fizeram com que a classe dominante (os grandes capitalistas nacionais e internacionais), que sempre utilizaram a economia do país em proveito próprio, não se conforme com a melhoria de vida da classe trabalhadora, procurando a todo custo derrotar o governo do PT e seus aliados, inclusive com o objetivo de apropriar-se da imensa riqueza do pré-sal. Por isso o combate desleal e sem tréguas à Petrobras, para o qual utiliza o sistema de mídia (jornais, rádios e televisões) sobre o qual a sociedade não tem qualquer controle e dele também é vítima.

O Diretório do PT de Aracati-CE acompanha tudo isso com atenção e se declara solidário com a direção estadual e nacional do seu partido, na luta para vencer a vilania insana dos entreguistas e dos setores reacionários e conservadores, em suas tentativas de derrotar as políticas sociais adotadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores.

Lutar e Vencer, Sempre!

Viva o Partido dos Trabalhadores!

Viva o povo Brasileiro!

Viva o Brasil

Aracati, 10 de fevereiro de 2015

PARTIDO DOS TRABALHADORES DE ARACATI-CE

Comissão Executiva Municipal